Cartaz alusivo à Semana dos Parceiros do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal

 

A divulgação científica associada à Geologia e minas e o aproveitamento do potencial de desenvolvimento dos territórios associados às atividades extrativas contam-se entre os objetivos do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, promovido  pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro SA, e mais de quatro dezenas de outras entidades que se associaram para o efeito.

Neste âmbito, entre  18 e 24 de março de 2024, ao longo de todo o território do continente e da Região Autónoma dos Açores, decorrerá mais uma “Semana dos Parceiros do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal.

Durante essa semana, um conjunto de atividades programadas pelos Parceiros irão proporcionar experiências variadas e inéditas a todos os interessados, destacando-se:
– Visitas especiais e únicas aos diferentes locais de interesse geológico ou mineiro;
– Visitas guiadas e acesso a reservas de museus;
– Visitas a galerias mineiras, de antigas minas romanas a minas em laboração;
– Laboratórios pedagógicos e outras atividades experimentais para os mais novos,

entre várias outras atividades que permitem à sociedade, reconhecer, conhecer, identificar, e preservar, com uma maior consciência e interesse, uma componente tão importante quanto a Geodiversidade em território nacional, e, a qual, tanto tem para oferecer.

Dentro dos eventos que serão realizados, alguns também se inserem na iniciativa “À Descoberta do Turismo Industrial”, promovida pelo Grupo Dinamizador da Rede Portuguesa de Turismo Industrial, estando previstos ocorreram na última quinzena de março.

 

NOTA: Muitas das atividades requerem inscrição prévia, sendo que algumas não são acessíveis a todos, podendo estar condicionadas às condições físicas dos interessados e participantes.

Para mais informações, recomenda-se o contato prévio junto das entidades organizadoras. 

A Mina da Urgeiriça recebeu uma visita técnica no âmbito do “Regional Training Course on prevention and mitigation methods for protection against radon exposure in buildings”, organizado pela Agência Internacional de Energia Atómica.

Esta evento, recebido pelo Governo de Portugal e organizado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra entre 22 e 26 janeiro, foi dedicado exclusivamente a profissionais internacionais relacionados com a monitorização do radão, indústria da construção, autoridades reguladoras e centros de investigação. O curso permitiu aos participantes ganharem competências nas metodologias de prevenção e mitigação do radão, bem como na comunicação de risco.

A exposição à radiação em edificado, pode e deve ser monitorizada e controlada. Desta forma, foram apresentados durante o curso, as normas de segurança da Agência Internacional de Energia Atómica, geralmente usadas para a implementação de medidas preventivas e ações corretivas, contra a exposição ao radão.

Simultaneamente foi possível aos participantes atualizarem a informação sobre protocolos de segurança e qualidade, materiais radiativos, projetos de prevenção e remediação de radão em edifícios, mas também, adquirirem maiores competências técnicas na comunicação de risco e de envolvimento do público.

No extenso programa de apresentações, a EDM teve a oportunidade de participar com o tema “Urgeiriça Uranium Legacy Site and Buildings and Dwellings Remediation” e, apresentar o progressivo desenvolvimento nesta área, no âmbito da visita técnica à Antiga Área Mineira da Urgeiriça.

Entre 43 participantes, originários de 22 Estados-Membros, houve oportunidade para conhecerem o espaço mineiro, bem como toda a intervenção de recuperação ambiental realizada na região, contribuindo para a proteção do ambiente e da população.

Um bom exemplo nacional e internacional na remediação de antigas áreas mineiras de radioativos e na mitigação do radão em edifícios.

Foi no passado domingo que ocorreu a visita à mina da Urgeiriça, a pedido do Clube 2CV de Mangualde.

Com orientação de Carlos Martins e apoio de António Tuna, colaboradores da EDM, e inserido num dia de convívio organizado pelo próprio grupo, a Urgeiriça recebe visitas estimulando o conhecimento do território.

Entre jovens e mais experientes, foi com algum espanto e muita curiosidade que a maioria dos participantes conheceu o antigo local mineiro. Para os orientadores, esta visita é a prova em como grande parte da população, muitas vezes inserida nas regiões com tradição mineira, não conhece o património que tem “à porta de casa”.

Num claro empenho, verifica-se a necessidade de se criar também uma maior riqueza de conhecimento no que toca ao turismo industrial. Mais ainda, se falarmos num setor tão identitário para Portugal, como é a indústria mineira, o qual faz parte intrínseca do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico.

Nesta visita, a par do reconhecimento de um território que é de todos, foi igualmente visível o interesse dos visitantes sobre a recuperação ambiental desenvolvida. Mais uma vez, observa-se que a educação ambiental é um tema importante para os cidadãos, podendo, contudo, acompanhar o desenvolvimento de alguns projetos, desde que haja uma comunicação franca entre todos os intervenientes.

 

 

 

O IX Congresso de Proteção Contra Radiações da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, terá lugar de 11 a 15 de dezembro, em Coimbra.

 

O encontro, organizado pela Sociedade Portuguesa de Proteção Contra Radiações e pela Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica, terá como foco principal os efeitos biológicos da radiação, radioatividade natural, proteção, gestão e segurança, regulamentação e políticas nacionais e internacionais, planeamento e resposta de emergência, entre outros temas necessários abordar neste contexto.

A EDM-Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A, marca a sua presença neste encontro, a começar com a participação de Edgar Carvalho, no dia 13, quarta-feira.

Com o título “Recuperação ambiental das antigas áreas mineiras em Portugal” irá mostrar aos presentes, os trabalhos realizados pela empresa, ao longo dos últimos anos, no âmbito da remediação dos passivos mineiros nacionais.

Estando igualmente prevista a realização de três cursos teóricos e teórico-práticos durante o IX Congresso de Proteção contra Radiações, a EDM também se fará representar por Carlos Martins, enquanto um dos orientadores do “Curso Teórico-Prático sobre Radão”.

Esta será a terceira edição de uma formação com bastante procura e sucesso, e que se realizará entre os dias 13 e 14 de dezembro.

No programa, além das palestras, debates e cursos, contam-se igualmente, para os 5 dias de trabalho, duas visitas técnicas, sendo uma delas à Mina da Urgeiriça, no dia 15 de dezembro, sexta-feira.  A Mina da Urgeiriça, cuja recuperação esteve ao cargo da EDM, teve início em 2006, com término em 2021 e, como tal, é um exemplo que muitos querem conhecer e analisar o exemplo potencial.

 

O IX Congresso de Proteção Contra Radiações da CPLP, será realizado no Auditório Central da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Toda a programação pode ser acedida em Congresso de Proteção Contra Radiações da CPLP – 2023 

A EDM-Empresa de Desenvolvimento Mineiro, SA., leva a debate a conferência “Critical Raw Materials in the Climate Transition Era” – “Matérias-Primas Críticas na Era da Transição Climática”, que irá ocorrer amanhã, na COP28, no Dubai.

Após a realização do evento, em Aljustrel, conseguindo grande impacto junto dos participantes e empresas várias que se juntaram à iniciativa, torna-se agora ainda mais importante discutir, internacionalmente, como poderemos juntos, fazer frente aos novos desafios climáticos.

Ao mesmo tempo, procuram-se formas de garantir uma resposta à procura, cada vez maior, pelo acesso energético, que se garanta mais sustentável, moderno e justo.

Um tema tão necessário, quanto disruptivo, à época moderna que enfrentamos.

Será já amanhã, dia 5 de dezembro que será realizado este evento, no Pavilhão de Portugal, a partir das 10.00 horas locais (06.00 horas em Lisboa – GMT+4).

Uma iniciativa que terá a participação portuguesa, pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG), Laboratório Nacional de Geologia e Energia (LNEG) e Comissão Parlamentar para o Ambiente e Energia, e que contará com o apoio do Ministério do Ambiente e Ação Climática.

 

Poderá acompanhar o evento no link  CANAL OFICIAL COP 28 ou através do CANAL OFICIAL DA SECRETARIA GERAL DO AMBIENTE

 

O Programa Oficial do Pavilhão de Portugal no COP28 pode ser acedido aqui: PROGRAMA OFICIAL DE PORTUGAL.

EDM participa no 10º Seminário Científico da PROMETIA, realizado em Lisboa entre 28 a 30 de novembro.

Catarina Diamantino e Frederico Martins, representaram a empresa com a apresentação intitulada, “The role of EDM in the environmental remediation of old mining areas” facultando informação sobre as melhores práticas, mas também desafios, relacionados com a recuperação ambiental e realizados in house. Além disso, também mostraram exemplos passados de trabalhos realizados na prospecção, o modus operandi da EDM para a caracterização de cada local a intervencionar, exemplos de locais já reabilitados e projetos de investigação onde a empresa participou e participa atualmente.

Com um programa bastante rico, o Seminário Científico, teve por temas “Riscos no Fornecimento das Matérias-Primas e Fontes Responsáveis”, “Projetos R&D inovadores para a Produção CRM” e “Sessão METNET e Atividades Piloto”.

O grupo PROMETIA, é uma associação sem fins lucrativos, sediada em Bruxelas que promove a inovação no processamento e extração mineral, focando-se na mineração e reciclagem de matérias-primas críticas. Tem por missão tornar estes materiais acessíveis às indústrias e cidadãos da Europa, ao mesmo tempo que quer aumentar o conhecimento técnico, no processamento, apoiando o desenvolvimento económico e empresarial.

 

Conheça mais sobre a associação europeia, aqui: PROMETIA

Realizam-se no dia 4 de dezembro, na Urgeiriça, as Festas em honra de Santa Bárbara, padroeira dos Mineiros.

Com um programa que se inicia já este sábado, dia 2, irá dar-se o Encontro da Juventude dos ex-Mineiros de Urânio, com cartaz próprio das atividades, e, no dia 3, a comemoração do aniversário da Casa do Pessoal.

A habitual procissão realizar-se-á no dia 4, no qual também terá lugar o almoço de confraternização da Família Mineira do Urânio!

A comemoração das Festas em honra de Santa Bárbara, na Urgeiriça, têm o apoio da EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro S.A..

A 10ª Jornada Interdisciplinar da Mina de São Domingos, irá ocorrer no próximo dia 4 de dezembro, em simultâneo com as comemorações do Dia de Santa Bárbara. 

A 10ª Jornada Interdisciplinar da Mina de São Domingos, terá como foco este ano a convergência entre a mina, as novas tecnologias e a educação. Ao mesmo tempo, pretende criar uma ponte entre a componente ambiental e a sociedade, mostrando a importância e o papel que a atividade mineira traz às comunidades regionais e ao próprio país, enquanto se explica como a reabilitação do espaço industrial poderá gerar uma maior valia para todos.

Este evento contará com a participação da EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A., numa apresentação realizada por Catarina Diamantino, sob o título “A recuperação ambiental da antiga área mineira de São Domingos: aplicação de tecnossolos na recuperação de solos contaminados”.

Citando a nota oficial da 10ª Jornada:

“Durante cerca de um século, uma povoação originada pela exploração mineira vivenciou de forma diferenciada o encontro de culturas de dois países – Portugal e Inglaterra – e os avanços tecnológicos da época, que foram aplicados nas infraestruturas e na própria extração e processamento das pirites: a Mina de São Domingos. Com o fim da exploração mineira, ficaram a nu, um passivo ambiental, cuja resolução constitui um desafio atual, e um património diversificado, que importa preservar. É sobre a história desta povoação mineira em particular, entre outras situadas ao longo da Faixa Piritosa Ibérica, que se pretende cruzar as visões de especialistas em áreas como a antropologia, a arqueologia, a biologia, a geologia, a história, a história da ciência, a química, a sociologia e o urbanismo, com ênfase para um debate centrado nas questões científicas, tecnológicas e ambientais, um contributo disponível para todos os que se interessam pelo tema e que pensamos de especial utilidade para profissionais de ensino e dos serviços educativos, na sua atuação com as comunidades.”

A inscrição é gratuita até 30 de novembro através dos contactos: 

fserraomartins@gmail.com / 286 647 534

 

No próximo dia 23 de novembro, às 15.00 horas, será assinado, no Auditório da Sede Nacional da Ordem dos Engenheiros (em Lisboa), um Memorando de Entendimento para a criação da plataforma colaborativa MINERAL.

 

A MINERAL – Plataforma Colaborativa de Comunicação dos Recursos Geológicos é uma iniciativa que quer comunicar a importância destes recursos para o desenvolvimento sustentável da sociedade e para a concretização da transição energética, digital e climática.

A MINERAL espera também incentivar o aumento da responsabilidade ambiental e social das empresas que atuam neste setor, promovendo a sua descarbonização e a redução da sua pegada ambiental.

É constituída por nove instituições que atuam em diferentes etapas da cadeia de valor do setor dos recursos geológicos, nomeadamente a  Associação Cluster Portugal Mineral Resources (ACPMR), a Associação Nacional da Indústria Extrativa e Transformadora (ANIET), a Associação Portuguesa de Geólogos (APG), a Associação Portuguesa das Indústrias de Cerâmica e Cristalaria (APICER), a Associação Portuguesa da Indústria dos Recursos Minerais (ASSIMAGRA), a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), o Laboratório Nacional de Energia e Geologia (LNEG), a Ordem dos Engenheiros (OE) e a Sociedade Geológica de Portugal (SGP).

A apresentação da Plataforma Mineral contará com a presença da Secretária de Estado da Energia e Clima, Ana Fontoura Gouveia, que participará na sessão de abertura.

A EDM convida, desta forma, todos a que possam assistir ao evento de apresentação da MINERAL e à celebração do Memorando de Entendimento, solicitando a inscrição gratuita, mas obrigatória, através do seguinte link: ORDEM DOS ENGENHEIROS – INSCRIÇÃO

A APG – Associação Portuguesa de Geólogos organiza, entre os próximos dias 8 e 11 de novembro, as X Jornadas APG, em Évora.

 

Com o tema “Água: recurso estratégico e vital” a APG pretende abordar as múltiplas valências da água e o seu papel como recurso único e essencial para a vida humana, incluindo a sua importância em todos os setores industriais.

Ao mesmo, estas Jornadas propõem como objetivo, revelar uma vez mais a relevância que os geocientistas apresentam na sociedade, nomeadamente no que toca à literacia e esclarecimento científicos, bem como para um debate informado, suportado em conhecimento científico.

Tendo os recursos hídricos como pano de fundo, espera-se a presença de alunos, académicos e profissionais da indústria, que possam ter o maior interesse em saber e conhecer as melhores práticas, também no âmbito da sustentabilidade de um recurso extremamente frágil.

Com inscrições abertas até dia 3 de novembro, através da ligação, AQUI partilhada. 

Mais informações em: X J0rnadas APG 2023 

 

As X Jornadas APG, contam com o apoio da EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A.

 

Programa
10 de novembro, 2023 (Sexta-feira)

CONFERÊNCIA
Local: Anfiteatro 1 do Colégio Luís António Verney, Universidade de Évora

09:00 – 09:30
Receção aos participantes

09:30 – 10:00
Sessão de Abertura

Luís Lopes, Presidente da APG
Hermínia Vasconcelos Vilar | Reitora da UÉvora
Júlio Carneiro | Diretor do Departamento de Geociências da UÉvora
Carmen Carvalheira | Vice-Presidente CCDR – Alentejo

10:00 – 12:40
Sessão 1 – Água Subterrânea: recurso invisível?

Moderador/a: André Matoso | ARH

10:00 – 10:30
Água subterrânea e sustentabilidade
António Chambel | UÉvora

10:30 – 11:00
O valor acrescentado das ciências da terra no termalismo e no engarrafamento da água
Maria do Rosário Carvalho | FCUL

11:00 – 11:10
Q&A

11:10 – 11:30
Coffee Break

11:30 – 12:00
eGROUNDWATER: ciência cidadã e sistemas de informação melhorados para uma gestão participativa e sustentável da água subterrânea
Vânia Sousa | UALg

12:00 – 12:30
Uma Nova Visão Estratégica para as Águas Minerais Naturais – o Projeto Hidrogenoma
Carla Lourenço | DGEG

12:30 – 12:40
Q&A

12:40 – 14:30
Almoço livre

14:30 – 17:40
Sessão 2 – Recursos hídricos renováveis e risco costeiro
Moderador/a: Carlos Cupeto | UÉvora

14:30 – 15:00
O aproveitamento de recursos geotérmicos nos Açores para a produção de energia elétrica
Graça Rangel | EDA Renováveis

15:00 – 15:30
As oportunidades associadas ao programa de 10GW de energia eólica offshore em Portugal
António Sarmento | WavEC

15:30 – 16:00
O abastecimento de água na ilha do Porto Santo
Susana Prada | UMa

16:00 – 16:10
Q&A

16:10 – 16:30
Coffee Break

16:30 – 17:00
Subida do Nível do Mar e Avaliação do Risco Costeiro
Carlos Antunes | FCUL

17:00 – 17:30
Armazenamento geológico de hidrogénio: oportunidades, desafios e interações em
meios porosos
Pedro Pereira | Instituto de Ciências da Terra – Universidade de Évora

17:30 – 17:40
Q&A

17:40 – 18:00
Homenagem Personalidades APG 365 2023

18:00 – 18:45
Mesa Redonda
Moderador: António Chambel | UÉvora

André Matoso | ARH
Importância do Planeamento para a Gestão das Águas Subterrâneas

Carla Lourenço | DGEG

Carmen Carvalheira | CCDR Alentejo

Luís Menezes Pinheiro | Dgeo, CESAM
As Geociências na Década das Nações Unidas das Ciências do Oceano para o Desenvolvimento Sustentável (2021-2030)

Manuel Abrunhosa | IAH, CITEUC
A centralidade das águas subterrâneas nos ODS e a resposta da Hidrogeoética

Patrícia Corigo | Recuperar Portugal

18:45 – 19:00
Sessão de Encerramento

Lançamento do Ano Temático da APG 2024
Mónica Sousa | Diretora Executiva da APG

Luís Lopes | Presidente da APG
Hermínia Vasconcelos Vilar | Reitora da UÉvora
Júlio Carneiro | Diretor do Departamento de Geociências da UÉvora
Carmen Carvalheira | Vice-Presidente CCDR – Alentejo

 

 

ASSIMAGRA dá o pontapé de saída no Roteiro para a Descarbonização do Setor da Pedra Natural. 

O encontro será realizado no próximo dia 27 de outubro, a partir das 9:00 horas, no Hotel Montebelo – Mosteiro de Alcobaça.

Com este projeto, pretende-se traçar um plano estratégico para a redução das emissões de carbono, aprimorando a eficiência energética e incentivando as melhores práticas no setor ao longo dos próximos anos, no âmbito do Roteiro para a Descarbonização.

Alguns dos temas em debate passam pela análise de Ciclo de Vida de Produto e a sua Pegada Ambiental, as Declarações Ambientais de Produto (DAP), e o impacto da IA, enquanto elemento facilitador às empresas, dentro de um programa extremamente completo.

Link para inscrição e Agenda AQUI

O 14º Encontro Anual de Parceiros do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, ocorreu em Manteigas, nos dias 12 e 13 de outubro de 2023 

O evento teve como tema central “O Património Geológico e a Agenda 2030”

A presença da EDM, enquanto entidade fundadora do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal foi marcada pela presença do seu Presidente do Conselho de Administração, Gonçalo Rocha, que enalteceu o trabalho desenvolvido ao longo dos últimos 15 anos. Saudou os representantes dos 44 parceiros presentes, tendo reforçado a importância do incremento da literacia científica no aproveitamento dos recursos, utilizando as melhores tecnologias e boas práticas para o trabalho em rede no território.

As apresentações e debate entre parceiros foram essencialmente dedicados ao tema Património Geológico e à Agenda 2030, que possibilitaram o reconhecimento do trabalho feito em prol da dinamização nos diferentes territórios dos parceiros do Roteiro. Estes locais de interesse geológico ou mineiro evidenciam o potencial dos recursos geoturísticos, mas também a urgência de criar uma maior resposta aos desafios dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ONU).

A convite do parceiro organizador, Estrela Geopark Mundial da UNESCO, realizaram-se igualmente visitas à fábrica de burel, Ecolã, e aos Passadiços do Mondego no município da Guarda.

Entre a caminhada pela Natureza e observação da Geologia da região, patente nos imponentes granitos, o Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, aspira a que um maior reconhecimento seja feito ao património geológico nacional, à sua conservação, mas também à forma de garantir que este recurso venha a ser uma maior valia para as comunidades locais.

Mais informações:

 

Skip to content