O Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, através das diferentes plataformas em que está presente, promove a oferta dos diferentes locais associados, onde os serviços educativos e as atividades dirigidas às escolas assumem especial relevância.

A presente edição do guia pretende continuar a dar resposta às necessidades das escolas na organização das visitas ao terreno e na promoção de outras experiências formativas.

O guia para o ano letivo 2022-2023 apresenta a oferta dos Parceiros do “Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal” de um conjunto de recursos propondo interessantes atividades pedagógicas – presenciais e não presenciais – a serem desenvolvidas nos diferentes contextos em que hoje se desenvolvem as práticas educativas.

O guia pode ser consultado ou descarregado.

Vamos fechar a torneira é o desafio lançado a todas as pessoas e entidades para enfrentar a situação de seca que se vive em Portugal, reforçando o alerta para a urgência da redução de consumos de água em Portugal às populações e aos setores produtivos.

A EDM vem-se associar à campanha “Vamos fechar a Torneira à Seca”, promovida pelo Grupo Águas de Portugal e a Agência Portuguesa do Ambiente, no quadro das Medidas de Combate à Seca do Ministério do Ambiente e da Ação Climática, e conta com a parceria da Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos e financiamento do Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Ação Climática.

No passado dia 21 de junho, realizou-se na antiga área mineira da Urgeiriça a primeira visita técnica do Grupo de Trabalho, constituído nos termos do Despacho n.º 7431/2021, de 27 de julho de 2021, que prevê a realização de um estudo epidemiológico aos ex-trabalhadores da Empresa Nacional de Urânio (ENU) e seus familiares.

A visita técnica foi programada pela EDM e teve como principal objetivo mostrar as diferentes fases do trabalho mineiro, desde a extração do minério até aos processos de tratamento do mesmo. Esta visita contou com a participação do INSA – Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, DGEG – Direção-Geral de Energia e Geologia, ARS Centro – Administração Regional de Saúde do Centro, bem como de alguns dos elementos da Comissão de Acompanhamento deste estudo.

Na iniciativa “Serviços Educativos em Pontos de Interesse Geológico e Mineiro em Portugal”, que decorreu ontem no Auditório da Escola Secundária de Arouca, Gonçalo Rocha, presidente da EDM, “referiu-se à relevância de «desbravar caminho nesta tarefa de dar a conhecer e valorizar os recursos geológicos e mineiros, temas nem sempre devidamente entendidos pelas populações.» Nesta meta, que é trazer à pedagogia a importância destes recursos nacionais é fundamental «a ação dos professores enquanto veículos de comunicação junto da comunidade educativa.»

Também Margarida Belém, em representação do Município de Arouca e da Direção da AGA (Associação Geoparque Arouca) salientou as virtudes do conhecimento e da valorização do território arouquense, ao ser partilhado de forma colaborativa e ao envolver no seu estudo interdisciplinar as crianças e os jovens a fim se promover «a cultura científica, a sustentabilidade e o sentido de pertença a um território que é o nosso». «Cada professor que possamos captar para este trabalho educativo é para nós uma conquista», referiu a presidente da AGA.

Também José Rosa, em nome do Centro de Formação de Associação de Escolas de Arouca, Vale de Cambra e Oliveira de Azeméis, enalteceu a ação formativa dirigida aos docentes de várias áreas disciplinares já envolvidos ou que venham a envolver-se nos projectos alinhados com a riqueza do património regional e nacional.”

Ver mais

A EDMI – Empresa de Projetos Imobiliários, SA, do Grupo EDM, tem por objeto o desenvolvimento de projetos imobiliários, a administração de imóveis próprios, aquisição, construção e revenda de imóveis, florestação de prédios, prestação de serviços de consultoria imobiliária e atividades afins. Assim, publicita-se a venda de lotes localizados no projeto imobiliário “Loteamento do Cerro de Malpique”, no concelho de Aljustrel, através da realização de duas ações, uma de esclarecimentos no dia 20 de outubro, às 16h30 na Biblioteca Municipal e outra sessão pública de venda, no dia 10 de novembro de 2021, no mesmo local, à mesma hora, conforme o anúncio disponível. Mais se informa que o regulamento da sessão pública de venda estará disponível a partir de dia 20 de outubro de 2021.

Estão disponíveis para consulta e/ou descarga, os seguintes documentos:

O Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, através das diferentes plataformas em que está presente, promove a oferta dos diferentes locais associados, onde os serviços educativos e as atividades dirigidas às escolas assumem especial relevância.

A presente edição do guia pretende continuar a dar resposta às necessidades das escolas na organização das visitas ao terreno e na promoção de outras experiências formativas, no corrente ano em muito condicionadas pela situação de saúde pública que vivemos. Assim, o guia para o ano letivo 2021-2022, apresenta uma área com a oferta de um conjunto de recursos propondo interessantes atividades não presenciais, acessíveis pelas mais diversas vias, a serem desenvolvidas em contexto de sala de aula ou outro.

O guia pode ser consultado ou descarregado.

 

Localizado em Canas de Senhorim, no concelho de Nelas, estando integrado no Programa de Requalificação Ambiental da Antiga Área Industrial da Urgeiriça, promovido pela EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro SA, esta intervenção teve como objectivo a conversão deste espaço histórico e emblemático da exploração mineira em Portugal num lugar renovado para promover o testemunho da anterior actividade de extracção mineira de urânio e consequentemente da história das minas.

O projecto consistiu em destapar as paredes e coberturas das edificações industriais para revelar a estrutura em aço, a rede de infraestruturas, as máquinas, os engenhos e os mecanismos performativos que nelas habitam, deixando à mostra a sua organização. Seguidamente, foi desenvolvido um invólucro que funciona como uma armadura de protecção, que serve para filtrar a luz de fora, deixando, no entanto, respirar os interiores.

O Atelier Orgânica Arquitectura revitalizou as antigas oficinas das minas de urânio da Urgeiriça, em Viseu, cujo o projeto e obra são já reconhecidos destaques na imprensa da especialidade e em associações setoriais, como pode ser verificado no conjunto de referências nos links abaixo. A designada OTQ – Oficina de Tratamento Químico está revestida por uma nova “armadura”, sem perder de vista a memória do passado e a homenagem à atividade mineira.

A Operação integrou um conjunto de intervenções necessárias para a conclusão da recuperação ambiental da antiga área mineira da Urgeiriça, contempladas no Estudo Diretor de Áreas de Minérios Radioativos, o qual tem sido objeto de ajustes, e em concordância com os objetivos e metas estabelecidas no Plano Diretor da Área Mineira da Urgeiriça.

FICHA TÉCNICA
Arquitectura Industrial
Localização:
Urgeiriça, Nelas – Portugal
Concepção/Conclusão:
2015-2020
Área Bruta de Construção:
3500 m2
Dono de obra: 
EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro S.A.
Arquitectura:
Orgânica Arquitectura – Paulo Serôdio Lopes
Colaboração:
José Roque, Vítor Sá
Engenharias:
Future Proman
Arqueologia Industrial:
EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro S.A.
Construtor:
Tomás de Oliveira, Irmãos Almeida Cabral
Fotografia:
Do Mal o Menos

worldarchitecture.org

https://worldarchitecture.org/architecture-news/evccz/studio-orgnica-s-former-mine-complex-elegant-and-respectful-historic-regeneration.html

archdaily.com

https://www.archdaily.com.br/br/958660/reabilitacao-das-antigas-minas-da-urgeirica-organica-arquitectura

archello.com

https://archello.com/project/rehabilitation-and-valorization-of-the-former?fbclid=IwAR1jUoqkQ0rHkYyr6pvD3wW2FIORwJGXsHhDauQ8XLs7wKAVnGLkEBdaYmQ

metalocus.es

https://www.metalocus.es/es/noticias/con-atencion-al-patrimonio-y-su-memoria-rehabilitacion-y-puesta-en-valor-de-las-antiguas-minas-de-urgeirica-por-organica

espacodearquitetura.com

https://espacodearquitetura.com/noticias/organica-arquitectura-revitalizou-as-antigas-minas-de-uranio-da-urgeirica/

diarioimobiliario.pt

https://www.diarioimobiliario.pt/Arquitectura/Antigas-Minas-de-uranio-da-Urgeirica-reabilitadas

publico.pt

https://www.publico.pt/2021/03/04/p3/fotogaleria/as-antigas-minas-de-uranio-da-urgeirica-tem-uma-nova-pele-que-ganha-vida-a-noite-405563

Na sequência do lançamento da empreitada de descontaminação dos solos nas antigas áreas mineiras dos radioativos, a EDM vem publicitar os editais enviados às juntas de freguesia das respetivas áreas mineiras:

Bica, Cunha Baixa, Vale d’Arca, Castelejo e Urgeiriça.

 

Em entrevista ao Porto Canal, o investigador do INESC TEC Alfredo Martins fala sobre o robô UX-1Neo. Este robô foi desenvolvido no âmbito do projeto europeu UNEXUP, melhorando assim a tecnologia desenvolvida ao longo do projeto UNEXMIN, revelando um melhor desempenho em termos de alcance e profundidade, aquisição, gestão e processamento de dados. O UX-1Neo foi testado na Mina da Urgeiriça (Nelas, Viseu), através de uma colaboração com a EDM, antes de efetuar testes na Hungria e na Ucrânia.

Entenda melhor esta tecnologia, desenvolvida maioritariamente em Portugal, e assista à entrevista completa.

 

Para uma maior sensibilização das pessoas sobre as regras a cumprir nas praias, a EDM associa-se na divulgação desta campanha desenvolvida pela Fundação Vodafone nas praias de norte a sul de Portugal intitulada “A Segurança é a sua Praia”, a qual contou com a colaboração de várias Entidades e teve uma enorme adesão por parte do público.

O robô autónomo UX-1Neo, para exploração de minas subterrâneas inundadas, foi testado dia 27 de maio na antiga mina de urânio da Urgeiriça, em Nelas, Viseu. Estes foram os primeiros testes do robô desenvolvido pelo Centro de Robótica e Sistemas Autónomos (CRAS) do INESC TEC, no âmbito do projeto europeu UNEXUP.

 

Estes testes contaram com a colaboração da EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro S.A. responsável pela mina da Urgeiriça e antigos parceiros do projeto europeu UNEXMIN precursor do robô atual.

O UNEXUP é um projeto que pretende melhorar a tecnologia desenvolvida anteriormente no UNEXMIN e comercializá-la. O novo robô de exploração tem o hardware e o software melhorados, revelando um melhor desempenho em termos de alcance e profundidade, aquisição, gestão e processamento de dados.

Trata-se de um dos robôs submarinos mais avançados do mundo, com uma nova arquitetura modular, elevada operacionalidade e um conjunto bastante alargado de sensores, num volume reduzido (aproximadamente uma esfera de 70 cm de diâmetro), incluindo seis câmaras, sistemas de sensorização 3D baseados em laser e sensores acústicos de mapeamento e imagem. Novas capacidades que conferem às missões de exploração mais confiabilidade e segurança, com menores custos”, afirma Alfredo Martins, investigador do CRAS e docente do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP).

Este robô subaquático autónomo permite a exploração de minas inundadas até mil metros de profundidade, obtendo informação relevante como o estado estrutural e mapa das mesmas (permitindo saber se existiram derrocadas ou outros problemas) e informação geológica importante para determinar a existência de recursos minerais com interesse económico que, de outra forma, seria mais difícil e perigoso obter ou teria custos mais elevados (como, por exemplo, pela necessidade de retirar a água, baixando o nível freático).

Existem na Europa cerca de 30 mil minas fechadas, muitas das quais estão agora inundadas, mas ainda contêm recursos minerais importantes e passíveis de serem explorados. Este projeto permitirá introduzir no mercado europeu um robô com capacidade de produzir informações geológicas, mineralógicas e espaciais da forma mais segura possível, a partir de minas inundadas e outros ambientes confinados subaquáticos, preenchendo uma necessidade específica do mercado que não se encontra atualmente coberta.

O UNEXUP é financiado pelo EIT Raw Materials em cerca de 2,9M€. Termina em dezembro de 2022 e, além do INESC TEC, inclui os seguintes parceiros: Universidade de Miskolc (líder) e UNEXMIN GeoRobotics, Hungria; La Palma Research Centre e Universidade Politécnica de Madrid, Espanha; Resources Computing International Ltd (4dcoders), Reino Unido; Universidade de Tampere, Finlândia; e Serviço Geológico da Eslovénia, Eslovénia.

O investigador do INESC TEC mencionado na notícia tem vínculo ao ISEP-PPorto.


UX-1Neo junto ao Poço de Santa Bárbara (Mina da Urgeiriça) (Fonte: UNEXUP)


Imagens captadas pelo robô numa galeria do Piso 6 a 140 m de profundidade


Robô UX-1Neo (Fonte: UNEXUP)

Considerando o atual momento de emergência e contingência que atravessamos, provocado pela pandemia do vírus SARS-CoV-2, a EDM associa-se à Direção-Geral de Saúde na divulgação das regras de confinamento, apelando a todas e a todos a uma atitude responsável. Seja um agente de saúde pública.

Não deixe o vírus entrar.

Cuidar de si, é cuidar de todos.

Skip to content