EDM apoia 1º Trail Mineiro de Aljustrel, um evento desportivo ao qual se junta o reconhecimento do território e paisagens muito especiais.

Foi no passado dia 19 de maio que ocorreu a primeira edição do “Trail Mineiro”, uma iniciativa integrada na Feira do Desporto e Saúde, organizada pela Câmara Municipal de Aljustrel e pelo Ginásio Vera Costa. O momento desportivo contou também com o apoio de diversas entidades, associações, coletividades e clubes, entre os quais a EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro S.A..

Num encontro que contou com a presença de Francis Obikwelo, padrinho do evento, mais de 300 participantes, entre atletas e curiosos, percorreram os caminhos propostos. Constituído por um trail longo (24 km), um trail curto (12 km) e uma caminhada (8 km), o 1º Trail  Mineiro, possibilitou a todos, conhecerem uma paisagem diferente, bem como as novas estruturas construídas para corrida ou caminhada.

Em pleno Alentejo, pretende-se, desta forma, ampliar a valorização do património mineiro e industrial, bem como o desenvolvimento económico e social da região.

Em resultado do sucesso desta edição, já está prevista a organização de uma segunda “volta”, privilegiando a tradição mineira e a reabilitação paisagística.

Entre 22 a 26 de abril, Portugal recebeu a Missão Institucional do INAMI, numa programação intensa, que culminou com a Celebração do Protocolo de Cooperação Bilateral, na vertente do acompanhamento, monitorização, caracterização e operações de remediação ambiental.

 

Fotografia da vista à Mina da Urgeiriça, realizada pela EDM, ao Grupo da Missão Institucional do INAMI a Portugal.

A Missão Institucional do INAMI esteve em Portugal entre os dias 22 e 26 de abril, no âmbito do protocolo estabelecido entre a DGEG – Direção Geral de Energia e Geologia e o INAMI – Instituto Nacional de Minas de Moçambique.

Com uma agenda extensa, DGEG, EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, e LNEG – Laboratório Nacional de Energia e Geologia, providenciaram um programa rico em reuniões técnicas e visitas a algumas das principais áreas de interesse mineiro de Portugal.

As entidades portuguesas foram representadas por Jerónimo Cunha, Diretor-Geral da DGEG, Zélia Estêvão, Vogal do Conselho de Administração da EDM e Ruben Dias, Coordenador da Unidade de Geologia, Hidrogeologia e Geologia Costeira, liderando um vasto grupo técnico do LNEG.

A Missão Institucional do INAMI a Portugal, teve por objetivo principal, dar continuidade às anteriores visitas realizadas em Moçambique. Neste contexto, foi possível ao Diretor-Geral do INAMI, Dino Melisse, que esteve acompanhado de dirigentes dos Serviços de Tecnologia Mineira, Pesquisa Geológica, Mineração Artesanal e Departamento Jurídico desse instituto, conhecer parte da realidade portuguesa no setor dos recursos minerais.

Da semana passada em Portugal, destacam-se as reuniões técnicas, onde se debateram questões de caráter legislativo e técnico como exemplo a aplicar em Moçambique, e outras iniciativas que deverão ganhar forma prática no futuro entre os dois países.

 

Missão Institucional do INAMI a Portugal visita áreas mineiras recuperadas

Simultaneamente, foi possível à delegação do INAMI visitar, no dia 23 de abril, algumas das áreas mineiras da responsabilidade da EDM. Nomeadamente, a antiga área mineira da Urgeiriça, incluindo o complexo industrial da Urgeiriça, as barragens de rejeitados e Estação de Tratamento de Águas de Mina. Já em Mangualde, foi possível visitar a antiga área mineira de Quinta do Bispo e a nova esta Estação de Tratamento de Águas de Mina.

Já de regresso a Lisboa, no dia 26 de abril, a Missão Institucional do INAMI celebrou, nas instalações da EDM, o Protocolo de Cooperação Bilateral, na vertente do acompanhamento, monitorização, caracterização e operações de remediação ambiental. O documento foi assinado presencialmente por Dino Melisse, e Zélia Estêvão, e, via online, por Gonçalo Rocha, Presidente do Conselho de Administração da EDM.

 

A nova Agenda Nacional, com o título “À Descoberta do Turismo Industrial”, foi oficialmente apresentada na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, no passado dia 28 de fevereiro.

Capa da Agenda Nacional "À descoberta do Turismo Industrial" A Agenda "À descoberta do Turismo Industrial", apresentada na BTL, apresenta atividades de 16 a 30 de março, muitas delas associadas ao Roteiro das Minas, um guia de serviços educativos com o apoio da EDM e DGEG

Este guia, que conta com atividades de 49 parceiros aderentes à Rede Portuguesa de Turismo Industrial, é resultado da terceira edição da iniciativa nacional “À Descoberta do Turismo Industrial”.

A iniciativa, que se estende de 16 a 30 de março de 2024, garante uma oportunidade única de conhecer os locais e experiências associados à indústria viva e ao património industrial em Portugal. Através da visitação e atividades diretas, realizadas nos espaços industriais, o Grupo Dinamizador da Rede Portuguesa do Turismo Industrial, pretende dar a conhecer melhor aos participantes, a evolução da indústria, o seu papel dinamizador da economia nacional, as novas tecnologias existentes, mas também quer contar parte da nossa história e identidade culturais.

Assim, algumas das atividades propostas nesta nova agenda têm a chancela do Roteiro das Minas, cujo guia de serviços educativos conta com o apoio da EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro S.A., e DGEG – Direção Geral de Energia e Geologia, além das mais de 40 entidades que contribuem para a literacia do património geológico e mineiro em Portugal.

O Grupo Dinamizador da Rede Portuguesa de Turismo Industrial é uma estrutura informal coordenada pelo Turismo de Portugal integrando as 5 Entidades Regionais​ de Turismo, a Direção Regional de Turismo dos Açores, a Associação Portuguesa de Património Industrial, o Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal, vários projetos privados e representantes de 7 municípios intrinsecamente ligados à indústria portuguesa.

A Agenda “À Descoberta do Turismo Industrial” e outras informações sobre as atividades, podem ser acedidas através do site: AGENDA TURISMO INDUSTRIAL 2024

Cartaz oficial da 91ª edição do PDAC 2024

De 3 a 6 de março, a EDM participa na 91ª Convenção PDAC, considerada, pela própria organização como a “Super Taça” da prospeção mineral e da comunidade mineira.

Um evento único, anual, que aproxima cientistas, empresas e organizações conectas entre si, através da sua relação mais direta ao setor da prospeção e exploração.

Este ano, a Convenção terá como fio condutor a capacidade de inovação empresarial, entre valores de sustentabilidade e impacto ambiental, e a contínua necessidade de exploração de recursos minerais como resposta aos desafios do nosso Planeta, em particular na transição energética.

Em 2024, a Convenção PDAC contará com mais de 30 mil participantes, provenientes de mais de 130 países, naquela que é a oportunidade de trabalho em rede, e de reuniões frente a frente com potenciais parceiros, criando novas oportunidades de investimento e desenvolvimento do setor para Portugal.

Desde o seu início, em 1932, o evento cresceu em tamanho, estrutura, e influência, tornando-se um dos mais importantes e impactantes acontecimentos da indústria mineral e mineira. Hoje, angaria mais de 1100 expositores e 700 palestrantes.

Mais informação, em CONVENÇÃO PDAC

 

A Mina da Urgeiriça recebeu uma visita técnica no âmbito do “Regional Training Course on prevention and mitigation methods for protection against radon exposure in buildings”, organizado pela Agência Internacional de Energia Atómica.

Este evento, recebido pelo Governo de Portugal e organizado pela Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra entre 22 e 26 janeiro, foi dedicado exclusivamente a profissionais internacionais relacionados com a monitorização do radão, indústria da construção, autoridades reguladoras e centros de investigação. O curso permitiu aos participantes ganharem competências nas metodologias de prevenção e mitigação do radão, bem como na comunicação de risco.

A exposição à radiação em edificado, pode e deve ser monitorizada e controlada. Desta forma, foram apresentados durante o curso, as normas de segurança da Agência Internacional de Energia Atómica, geralmente usadas para a implementação de medidas preventivas e ações corretivas, contra a exposição ao radão.

Simultaneamente, foi possível aos participantes atualizarem a informação sobre protocolos de segurança e qualidade, materiais radiativos, projetos de prevenção e remediação de radão em edifícios, mas também, adquirirem maiores competências técnicas na comunicação de risco e de envolvimento do público.

No extenso programa de apresentações, a EDM teve a oportunidade de participar com o tema “Urgeiriça Uranium Legacy Site and Buildings and Dwellings Remediation” e, apresentar o progressivo desenvolvimento nesta área, no âmbito da visita técnica à Antiga Área Mineira da Urgeiriça.

Entre 43 participantes, originários de 22 Estados-Membros, houve oportunidade para conhecerem o espaço mineiro, bem como toda a intervenção de recuperação ambiental realizada na região, contribuindo para a proteção do ambiente e da população.

Um bom exemplo nacional e internacional na remediação de antigas áreas mineiras de radioativos e na mitigação do radão em edifícios.

Foi no passado domingo que ocorreu a visita à mina da Urgeiriça, a pedido do Clube 2CV de Mangualde.

Com orientação de Carlos Martins e apoio de António Tuna, colaboradores da EDM, e inserido num dia de convívio organizado pelo próprio grupo, a Urgeiriça recebe visitas estimulando o conhecimento do território.

Entre jovens e mais experientes, foi com algum espanto e muita curiosidade que a maioria dos participantes conheceu o antigo local mineiro. Para os orientadores, esta visita é a prova em como grande parte da população, muitas vezes inserida nas regiões com tradição mineira, não conhece o património que tem “à porta de casa”.

Num claro empenho, verifica-se a necessidade de se criar também uma maior riqueza de conhecimento no que toca ao turismo industrial. Mais ainda, se falarmos num setor tão identitário para Portugal, como é a indústria mineira, o qual faz parte intrínseca do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico.

Nesta visita, a par do reconhecimento de um território que é de todos, foi igualmente visível o interesse dos visitantes sobre a recuperação ambiental desenvolvida. Mais uma vez, observa-se que a educação ambiental é um tema importante para os cidadãos, podendo, contudo, acompanhar o desenvolvimento de alguns projetos, desde que haja uma comunicação franca entre todos os intervenientes.

O IX Congresso de Proteção Contra Radiações da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, terá lugar de 11 a 15 de dezembro, em Coimbra.

 

O encontro, organizado pela Sociedade Portuguesa de Proteção Contra Radiações e pela Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica, terá como foco principal os efeitos biológicos da radiação, radioatividade natural, proteção, gestão e segurança, regulamentação e políticas nacionais e internacionais, planeamento e resposta de emergência, entre outros temas necessários abordar neste contexto.

A EDM-Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A, marca a sua presença neste encontro, a começar com a participação de Edgar Carvalho, no dia 13, quarta-feira.

Com o título “Recuperação ambiental das antigas áreas mineiras em Portugal” irá mostrar aos presentes, os trabalhos realizados pela empresa, ao longo dos últimos anos, no âmbito da remediação dos passivos mineiros nacionais.

Estando igualmente prevista a realização de três cursos teóricos e teórico-práticos durante o IX Congresso de Proteção contra Radiações, a EDM também se fará representar por Carlos Martins, enquanto um dos orientadores do “Curso Teórico-Prático sobre Radão”.

Esta será a terceira edição de uma formação com bastante procura e sucesso, e que se realizará entre os dias 13 e 14 de dezembro.

No programa, além das palestras, debates e cursos, contam-se igualmente, para os 5 dias de trabalho, duas visitas técnicas, sendo uma delas à Mina da Urgeiriça, no dia 15 de dezembro, sexta-feira.  A Mina da Urgeiriça, cuja recuperação esteve ao cargo da EDM, teve início em 2006, com término em 2021 e, como tal, é um exemplo que muitos querem conhecer e analisar o exemplo potencial.

 

O IX Congresso de Proteção Contra Radiações da CPLP, será realizado no Auditório Central da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.

Toda a programação pode ser acedida em Congresso de Proteção Contra Radiações da CPLP – 2023 

EDM participa no 10º Seminário Científico da PROMETIA, realizado em Lisboa entre 28 a 30 de novembro.

Catarina Diamantino e Frederico Martins, representaram a empresa com a apresentação intitulada, “The role of EDM in the environmental remediation of old mining areas” facultando informação sobre as melhores práticas, mas também desafios, relacionados com a recuperação ambiental e realizados in house. Além disso, também mostraram exemplos passados de trabalhos realizados na prospecção, o modus operandi da EDM para a caracterização de cada local a intervencionar, exemplos de locais já reabilitados e projetos de investigação onde a empresa participou e participa atualmente.

Com um programa bastante rico, o Seminário Científico, teve por temas “Riscos no Fornecimento das Matérias-Primas e Fontes Responsáveis”, “Projetos R&D inovadores para a Produção CRM” e “Sessão METNET e Atividades Piloto”.

O grupo PROMETIA, é uma associação sem fins lucrativos, sediada em Bruxelas que promove a inovação no processamento e extração mineral, focando-se na mineração e reciclagem de matérias-primas críticas. Tem por missão tornar estes materiais acessíveis às indústrias e cidadãos da Europa, ao mesmo tempo que quer aumentar o conhecimento técnico, no processamento, apoiando o desenvolvimento económico e empresarial.

 

Conheça mais sobre a associação europeia, aqui: PROMETIA

Realizam-se no dia 4 de dezembro, na Urgeiriça, as Festas em honra de Santa Bárbara, padroeira dos Mineiros.

Com um programa que se inicia já este sábado, dia 2, irá dar-se o Encontro da Juventude dos ex-Mineiros de Urânio, com cartaz próprio das atividades, e, no dia 3, a comemoração do aniversário da Casa do Pessoal.

A habitual procissão realizar-se-á no dia 4, no qual também terá lugar o almoço de confraternização da Família Mineira do Urânio!

A comemoração das Festas em honra de Santa Bárbara, na Urgeiriça, têm o apoio da EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro S.A..

ASSIMAGRA dá o pontapé de saída no Roteiro para a Descarbonização do Setor da Pedra Natural. 

O encontro será realizado no próximo dia 27 de outubro, a partir das 9:00 horas, no Hotel Montebelo – Mosteiro de Alcobaça.

Com este projeto, pretende-se traçar um plano estratégico para a redução das emissões de carbono, aprimorando a eficiência energética e incentivando as melhores práticas no setor ao longo dos próximos anos, no âmbito do Roteiro para a Descarbonização.

Alguns dos temas em debate passam pela análise de Ciclo de Vida de Produto e a sua Pegada Ambiental, as Declarações Ambientais de Produto (DAP), e o impacto da IA, enquanto elemento facilitador às empresas, dentro de um programa extremamente completo.

Link para inscrição e Agenda AQUI

Já se encontra disponível a edição do guia dos Parceiros do ROTEIRO DAS MINAS E PONTOS DE INTERESSE MINEIRO E GEOLÓGICO DE PORTUGAL 2023-2024.

A presente edição do guia pretende continuar a dar resposta às necessidades das escolas na organização das visitas ao terreno e de outras experiências formativas. O guia apresenta a oferta dos Parceiros do “Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal” de um conjunto de recursos, propondo interessantes atividades pedagógicas – presenciais e não presenciais – a serem desenvolvidas nos diferentes contextos em que hoje se desenvolvem as práticas educativas.

O ROTEIRO integra um vasto leque de entidades com territórios, recursos, abordagens e enquadramento institucional diversificados, o que sem dúvida enriquece a oferta e a torna mais interessante. As atividades agora apresentadas refletem naturalmente essa diversidade, proporcionando experiências sempre diferentes e únicas aos que nelas participam.

A informação é da responsabilidade das entidades participantes pelo que se recomenda a consulta a cada uma a fim de complementar a informação apresentada.

A todos os professores, alunos e outros agentes educativos – votos de um bom ano letivo e enriquecedoras experiências geológicas e mineiras.

Acesso ao guia AQUI.

Verão diferente, dentro do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Geológico, pela cidade de Lisboa, para aqueles que já foram, ou que ainda estão em tempo de férias.

Foram no seu todo 20 fotografias, analógicas, que Isabel Carvalho doou ao Museu da Universidade de Lisboa.
Feitas em 2000, durante a realização de um trabalho fotográfico, nas Minas da Panasqueira, Isabel foi capaz de retratar a vida dos mineiros, num espaço onde as condições de trabalho e de luz, essencial aos cliques, e à própria sobrevivência, são austeras.

A caracterização do grupo de trabalhadores, enquanto fraternidade, e a importância da mina, tanto a nível social, cultural e histórico, na memórias das gentes e dos lugares, é a mais valia desta obra, que assim se pode associar à restante coleção do espaço museológico dedicado a estas tão importantes minas portuguesas.

Um retrato ainda vivo, da escara da terra profunda, 23 anos depois, para ver no Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa

Mais informações:

Minas da Panasqueira, por Isabel Carvalho

Skip to content