A 10ª Jornada Interdisciplinar da Mina de São Domingos, irá ocorrer no próximo dia 4 de dezembro, em simultâneo com as comemorações do Dia de Santa Bárbara. 

A 10ª Jornada Interdisciplinar da Mina de São Domingos, terá como foco este ano a convergência entre a mina, as novas tecnologias e a educação. Ao mesmo tempo, pretende criar uma ponte entre a componente ambiental e a sociedade, mostrando a importância e o papel que a atividade mineira traz às comunidades regionais e ao próprio país, enquanto se explica como a reabilitação do espaço industrial poderá gerar uma maior valia para todos.

Citando a nota oficial da 10ª Jornada:

“Durante cerca de um século, uma povoação originada pela exploração mineira vivenciou de forma diferenciada o encontro de culturas de dois países – Portugal e Inglaterra – e os avanços tecnológicos da época, que foram aplicados nas infraestruturas e na própria extração e processamento das pirites: a Mina de São Domingos. Com o fim da exploração mineira, ficaram a nu, um passivo ambiental, cuja resolução constitui um desafio atual, e um património diversificado, que importa preservar. É sobre a história desta povoação mineira em particular, entre outras situadas ao longo da Faixa Piritosa Ibérica, que se pretende cruzar as visões de especialistas em áreas como a antropologia, a arqueologia, a biologia, a geologia, a história, a história da ciência, a química, a sociologia e o urbanismo, com ênfase para um debate centrado nas questões científicas, tecnológicas e ambientais, um contributo disponível para todos os que se interessam pelo tema e que pensamos de especial utilidade para profissionais de ensino e dos serviços educativos, na sua atuação com as comunidades.”

 

 

 

A inscrição é gratuita até 30 de novembro através dos contactos: 

fserraomartins@gmail.com / 286 647 534

 

No próximo dia 23 de novembro, às 15.00 horas, será assinado, no Auditório da Sede Nacional da Ordem dos
Engenheiros (em Lisboa), um Memorando de Entendimento para a criação da plataforma colaborativa MINERAL.

 

A MINERAL – Plataforma Colaborativa de Comunicação dos Recursos Geológicos é uma iniciativa que quer comunicar a importância destes recursos para o desenvolvimento sustentável da sociedade e para a concretização da transição energética, digital e climática.

A MINERAL espera também incentivar o aumento da responsabilidade ambiental e social das empresas que atuam neste setor, promovendo a sua descarbonização e a redução da sua pegada ambiental.

É constituída por nove instituições que atuam em diferentes etapas da cadeia de valor do setor dos recursos geológicos, nomeadamente a  Associação Cluster Portugal Mineral Resources (ACPMR), a Associação Nacional da Indústria Extrativa e Transformadora (ANIET), a Associação Portuguesa de Geólogos (APG), a Associação Portuguesa das Indústrias de Cerâmica e Cristalaria (APICER), a Associação Portuguesa da Indústria dos Recursos Minerais (ASSIMAGRA), a Empresa de Desenvolvimento Mineiro (EDM), o Laboratório Nacional de
Energia e Geologia (LNEG), a Ordem dos Engenheiros (OE) e a Sociedade Geológica de Portugal (SGP).

A apresentação da Plataforma Mineral contará com a presença da Secretária de Estado da Energia e Clima, Ana Fontoura Gouveia, que participará na sessão de abertura.

A EDM convida, desta forma, todos a que possam assistir ao evento de apresentação da MINERAL e à celebração do Memorando de Entendimento, solicitando a inscrição gratuita, mas obrigatória, através do seguinte link: ORDEM DOS ENGENHEIROS – INSCRIÇÃO

 

 

ASSIMAGRA dá o pontapé de saída no Roteiro para a Descarbonização do Setor da Pedra Natural. 

O encontro será realizado no próximo dia 27 de outubro, a partir das 9:00 horas, no Hotel Montebelo – Mosteiro de Alcobaça.

Com este projeto, pretende-se traçar um plano estratégico para a redução das emissões de carbono, aprimorando a eficiência energética e incentivando as melhores práticas no setor ao longo dos próximos anos, no âmbito do Roteiro para a Descarbonização.

Alguns dos temas em debate passam pela análise de Ciclo de Vida de Produto e a sua Pegada Ambiental, as Declarações Ambientais de Produto (DAP), e o impacto da IA, enquanto elemento facilitador às empresas, dentro de um programa extremamente completo.

Link para inscrição e Agenda AQUI

Já se encontra disponível a edição do guia dos Parceiros do ROTEIRO DAS MINAS E PONTOS DE INTERESSE MINEIRO E GEOLÓGICO DE PORTUGAL 2023-2024.

A presente edição do guia pretende continuar a dar resposta às necessidades das escolas na organização das visitas ao terreno e de outras experiências formativas. O guia apresenta a oferta dos Parceiros do “Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Mineiro e Geológico de Portugal” de um conjunto de recursos, propondo interessantes atividades pedagógicas – presenciais e não presenciais – a serem desenvolvidas nos diferentes contextos em que hoje se desenvolvem as práticas educativas.

O ROTEIRO integra um vasto leque de entidades com territórios, recursos, abordagens e enquadramento institucional diversificados, o que sem dúvida enriquece a oferta e a torna mais interessante. As atividades agora apresentadas refletem naturalmente essa diversidade, proporcionando experiências sempre diferentes e únicas aos que nelas participam.

A informação é da responsabilidade das entidades participantes pelo que se recomenda a consulta a cada uma a fim de complementar a informação apresentada.

A todos os professores, alunos e outros agentes educativos – votos de um bom ano letivo e enriquecedoras experiências geológicas e mineiras.

Acesso ao guia AQUI.

Verão diferente, dentro do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Geológico, pela cidade de Lisboa, para aqueles que já foram, ou que ainda estão em tempo de férias.

Foram no seu todo 20 fotografias, analógicas, que Isabel Carvalho doou ao Museu da Universidade de Lisboa.
Feitas em 2000, durante a realização de um trabalho fotográfico, nas Minas da Panasqueira, Isabel foi capaz de retratar a vida dos mineiros, num espaço onde as condições de trabalho e de luz, essencial aos cliques, e à própria sobrevivência, são austeras.

A caracterização do grupo de trabalhadores, enquanto fraternidade, e a importância da mina, tanto a nível social, cultural e histórico, na memórias das gentes e dos lugares, é a mais valia desta obra, que assim se pode associar à restante coleção do espaço museológico dedicado a estas tão importantes minas portuguesas.

Um retrato ainda vivo, da escara da terra profunda, 23 anos depois, para ver no Museu Nacional de História Natural da Universidade de Lisboa

Mais informações:

Minas da Panasqueira, por Isabel Carvalho

Encontram-se abertas as inscrições para o Curso de Técnico Guia de Interpretação e Gestão do Património Geológico e Mineiro, a realizar pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) entre 8 de setembro e 2 de dezembro de 2023.

As inscrições são formalizadas através do preenchimento On-line do formulário de inscrição e envio da digitalização do seu comprovativo de pagamento.

A EDM atribuirá prémios para os melhores alunos. Inscrevam-se já!

Mais info aqui.

Com o lema para 2023 “Água é vida – não a desperdice” o Ministério do Ambiente e da Ação Climática, o Grupo Águas de Portugal e a Agência Portuguesa do Ambiente, juntamente com a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos, iniciam uma nova campanha de sensibilização e prevenção.

E a EDM – Empresa de Desenvolvimento Mineiro, SA., como habitualmente, associa-se a esta comunicação ativa.

Portugal continua a atravessar um largo período de seca agravada, e nem o mau tempo das últimas semanas parece fazer qualquer diferença. Solos ressequidos, explorados ao máximo, não conseguem absorver a precipitação.

Ao mesmo tempo, verificamos que a escassez de água começa a fazer-se sentir, nomeadamente a sul do território nacional. Contudo, independentemente de novas soluções sustentáveis para o equilíbrio, continuamos com o dever de mudar alguns dos nossos pequenos hábitos.

À medida que nos aproximamos do Verão (que se inicia já amanhã, dia 21 junho), torna-se essencial agir de forma a tornar as comunidades mais vulneráveis, resilientes, de forma a saberem, também, melhor utilizarem o precioso recurso natural, cuja utilização e consumo tende a aumentar nesta época do ano.

São vários os pequenos gestos para mudar o paradigma atual e fazer frente aos efeitos das alterações climáticas. Saiba mais sobre o que fazer no Portal da Água

A EDM aceitou um convite para integrar como parte interessada ou stakeholder o Projeto Europeu RadoNormTowards effective radiation protection based on improved scientific evidence and social considerations – focus on Radon and NORM”. O projeto, financiado pela União Europeia no âmbito do programa EURATOM Horizon 2020, pretende apoiar, em termos legais, executivos e operacionais os Estados-Membros e os países associados, na implementação da Diretiva do Conselho 2013/59/EURATOM relativa à proteção contra os perigos resultantes da exposição a radiações ionizantes com origem no gás Radão e NORM. Integram o projeto uma vasta equipa com 57 participantes e organizações provenientes de 22 países, encontrando-se a participação portuguesa representada pela Universidade do Porto, Universidade de Aveiro e pelo Instituto Superior Técnico.

A participação da EDM centra-se na colaboração no âmbito das tarefas previstas no WP2 que visa a obtenção de conhecimento, metodologias e procedimentos para melhorar a caracterização da exposição de membros do público e trabalhadores e dos seres vivos ao gás radão e NORM. Para o efeito, disponibilizará o acesso a antigas áreas mineiras de urânio para a recolha de amostras ambientais, assim como informação e dados sobre estas áreas. Encontram-se em fase de elaboração acordos bilateriais de colaboração entre a EDM e os parceiros envolvidos.

This project has received funding from the Euratom research and training programme 2019-2020 under grant agreement No. 900009.

A EDM participou, através da presença de Zélia Estevão e Edgar Carvalho, numa Missão de Cooperação Institucional a Moçambique, ocorrida entre 13 a 18 de abril no domínio dos Recursos Minerais.

A missão decorreu ao abrigo do Protocolo de Cooperação no domínio dos Recursos Minerais, celebrado entre a Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) e o INAMI – Instituto Nacional de Minas de Moçambique, e foi liderada por João Bernardo, Diretor-Geral da DGEG, estando igualmente presentes dirigentes da Direção de Serviços de Estratégia e Fomento dos Recursos Geológicos (DSEFRG), Direção de Serviços de Minas e Pedreiras (DSMP) e Direção de Serviços de Relações Institucionais e de Mercado (DSRIM). Esta visita teve como principal objetivo potenciar a cooperação estratégica na área dos recursos geológicos entre Portugal e Moçambique, através da partilha de experiências, de conhecimento e informação durante as reuniões realizadas com o Instituto Nacional de Minas, com administradores com e delegados distritais das províncias de Gaza e Maputo.

A missão permitiu ainda a obtenção de uma melhor compreensão sobre a realidade de Moçambique, através da realização de visitas técnicas a diferentes explorações de recursos geológicos, designadamente a mina de Areias Pesadas de Chibuto, das áreas de extração de Riolitos e de Bentonite de Namaacha, e também das áreas de extração de areias de Boane.

No programa da visita, houve ainda o encontro com elementos da Embaixada de Portugal e também com a Diretora da delegação da AICEP em Maputo.

Encontram-se abertas as inscrições para o Curso de Técnico Guia de Interpretação e Gestão do Património Geológico e Mineiro, a realizar pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) entre 1 de abril e 30 de junho de 2023.

As inscrições são formalizadas através do preenchimento On-line do formulário de inscrição e envio da digitalização do seu comprovativo de pagamento.

A EDM atribuirá prémios para os melhores alunos. Inscrevam-se já!

Esta iniciativa integra-se na Semana dos Parceiros do Roteiro das Minas e Pontos de Interesse Geológico e Mineiro 2023.

Mais info aqui.

A EDM-Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A. e a Associação Cultural do Couto Mineiro do Pejão comemoraram, no dia 4 de dezembro, o dia de Santa Bárbara (Padroeira dos Mineiros), nas antigas minas do Pejão.

As celebrações foram marcadas por um conjunto de iniciativas que proporcionaram a evocação e o respeito da memória mineira, cruzando esta forte identidade com as áreas culturais, como a música e a literatura.

Na cerimónia oficial foi ainda realizado o lançamento do futuro investimento da empresa naquela região, respeitante à reabilitação do Poço de Germunde 1 (PG1), contando com a presença do Conselho de Administração da EDM, Dr. Gonçalo Rocha, Eng.ª Zélia Estevão e Eng.º Jorge Cristino, a Câmara e Assembleia Municipal de Castelo de Paiva, com a presença do Senhores Presidentes, Eng.º José Rocha e Dr. Almiro Moreira, respetivamente, e da União de Freguesias da Raiva, Pedorido e Paraíso, Sr. Joaquim Martins, bem como de vários Autarcas, Entidades, Coletividades e Personalidades Locais. A intervenção de reabilitação do PG terá um valor estimado de obra próximo dos 2M€, que serão suportados pela EDM-Empresa de Desenvolvimento Mineiro SA e apoiados no âmbito do próximo Quadro Comunitário de Apoio PT2030. Esta obra será enquadrada numa empreitada de descontaminação e recuperação para a promoção de uma eficiente estabilização, recuperação e valorização do património histórico mineiro e o melhoramento das condições ambientais.

Do restante programa comemorativo, salienta-se uma Missa com o Grupo Coral da Banda dos Mineiros do Pejão, uma homenagem aos Ex Mineiros do Pejão; a apresentação do livro “Do carvão à mais bela de todas as artes” da Banda de Música dos Mineiros do Pejão dos autores, Dr. Manuel Joaquim Correia Soares e Dra Olinda Tavares Noronha; e o concerto da Banda na Igreja Matriz de Pedorido (com Homenagem ao Maestro Boaventura Moreira).

A EDM-Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A. agradece a todos que participaram e contribuíram para o sucesso da iniciativa, com especial destaque Associação Cultural do Couto Mineiro do Pejão, Câmara Municipal de Castelo de Paiva, União de freguesias de Raiva – Pedorido – Paraíso, Grupo de Danças e Cantares do Paraíso, ao Ator António Capelo, Banda de Música dos Mineiros do Pejão, Grupo de ex Mineiros do Pejão, grupo de “Estátuas Vivas”, Adélio Gomes – Fotógrafo e ao Aquapura Terrace.

A EDM-Empresa de Desenvolvimento Mineiro, S.A. apresentou em sessão conjunta com a Câmara Municipal de Trancoso, realizada no dia 17 de novembro de 2022, no Pavilhão Multiusos de Trancoso, os trabalhos a realizar na Empreitada de Remediação Ambiental das Áreas Mineiras de Ferreiros (freguesia de Rio de Mel), Barrôco do Ouro e A-do-Cavalo (freguesia de Moreira de Rei), Quinta das Seixas (freguesia de Cótimos), Lenteiros e Reboleiro (freguesia de Reboleiro), cujo investimento na candidatura ascende a 6 milhões de euros, sendo que 3 milhões e 400 mil euros se referem apenas à empreitada que decorre neste Município.

A sessão foi presidida pelo Prof. Amílcar José Nunes Salvador, Presidente da Câmara Municipal de Trancoso, e teve como objetivo o esclarecimento aos autarcas locais e à população sobre os trabalhos de remediação ambiental que vão ser executados.

Estiveram presentes como oradores o Presidente do Conselho de Administração da EDM, Dr. Gonçalo Rocha, acompanhado do Dr. Luís Alves que fez um breve enquadramento sobre a EDM, enquanto empresa pública concessionária do exercício da atividade de recuperação ambiental das áreas mineiras degradadas.

O Eng.º Carlos Martins, na qualidade de Gestor do Contrato da Empreitada, abordou, de forma sintética, objetiva e esclarecedora os principais objetivos da empreitada, com o esclarecimento aos presentes da forma como será efetuada a remediação ambiental das seis antigas áreas mineiras de exploração de rádio e urânio que durante décadas se encontraram abandonadas e a carecer de uma intervenção que reabilite as áreas contaminadas e promova um melhor ambiente e saúde pública para todos os que habitam aqueles locais.

Skip to content