Localização
Sabugal (Concelho)
Investimento
2.699.573,90 €
2011 - 2013

Remediação Ambiental na Área Mineira de Vale d’Arca

Concluídos

A antiga exploração mineira de Vale d’Arca localiza-se na parte ocidental do concelho do Sabugal, distrito da Guarda. Está situada próxima da povoação de Quarta-feira e insere-se num vale de forte relevo junto da serra de São Cornélio.

Esta mina, cuja exploração se iniciou no início do século XX (1917-1923), foi primeiramente explorada para rádio através de duas galerias em flanco de encosta, reformuladas na segunda fase pela Companhia Portuguesa de Rádio (C.P.R.). O urânio era, à data, encarado como um subproduto bruto, sem grande interesse. Apenas na década de 40 se constatou uma alteração nesta perspetiva, verificando-se até ao encerramento desta exploração, em 1961, a extração de mais de 32.000 ton deste minério. A mina foi explorada a partir de 3 pisos e 6 poços internos, sendo o minério extraído através das galerias referidas. O poço mestre foi aberto até à profundidade de 70 m, cota do 3º piso. É desconhecida a produção desta mina. A lixiviação estática era feita em tanques por adição de sulfuretos de ferro. Estes, por oxidação, geravam acidez capaz de movimentar o urânio, assim como outros metais pesados. Os tanques ainda são visíveis, encontrando-se preenchidos com os resíduos da lixiviação. Ocupam uma área de cerca de 1.500 m2.

A obra de remediação ambiental da antiga área mineira de Vale d’Arca, incluída na da Bica, Carrasca, Coitos e Pedreiros, consistiu basicamente nas seguintes atividades:

  • Demolição e remoção de escombros de antigos edifícios e eiras de lixiviação para depósito confinado;
  • Remoção de escombreiras para depósito confinado;
  • Limpeza e remoção de materiais superficiais contaminados para depósito confinado;
  • Selagem e colocação de vedação nos poços de exploração mineira e galerias em flanco de encosta;
  • Modelação da área e recuperação paisagística.

Esta empreitada foi adjudicada ao consórcio Socopul – Sociedade de Construções e Obras S.A. / MT3 – Engenharia e Obras, Lda. por 2.194.775,53 € e teve a duração de 540 dias.

O investimento realizado foi co-financiado pelo Fundo de Coesão e permitiu eliminar as fontes contaminantes do solo, através da remoção dos resíduos contaminados e da selagem das estruturas mineiras, melhorando significativamente a componente  paisagística do vale, com consequente acréscimo na qualidade de vida das populações adjacentes.

povt-qren-uev3