Localização
Guarda (Distrito)
Investimento
295.000,00 €
2015 - 2015

Remediação Ambiental na Área Mineira de Freixinho

Concluídos

A antiga área mineira de Freixinho localiza-se na freguesia de Vendada do concelho de Pinhel, distrito da Guarda. Do ponto de vista habitacional, é uma zona isolada com uma envolvente essencialmente agrícola e uma ocupação de solo constituída por pinhal, vinha e cereais (centeio).

A exploração decorreu durante os anos de 1975 a 1977. A exploração mineira foi efetuada a partir de uma corta a céu aberto com uma largura máxima de 40 metros, comprimento máximo de 100 metros e profundidade aproximada de 30 metros. Esta mina produziu cerca de 9.500 Kg de U3O8, contidos em 9.545 ton de minérios com teor médio de 0,10% U3O8. Após a exploração, o minério pobre foi transportado para a mina da Senhora das Fontes, onde foi lixiviado. A corta apresenta-se parcialmente inundada, durante todo o ano, com água acumulada das chuvas e eventualmente de nascente no próprio céu aberto. Os taludes não apresentam desmoronamentos significativos, encontrando-se arborizados em quase todo o seu perímetro. O perímetro exterior do céu aberto encontra-se vedado com arame farpado.

A empreitada de remediação ambiental realizada nesta área mineira ocorreu em 2015 e foram efetuadas as seguintes atividades principais:

  • Regularização do acesso à área mineira;
  • Preparação da corta (estabilização dos taludes, regularização da base e criação de rampa de acesso) para receção dos materiais de escombreira;
  • Tratamento dos materiais contaminados no interior da área mineira (22.216 m3) através do seu confinamento num depósito final;
  • Execução do sistema de selagem do depósito, para impermeabilização do mesmo;
  • Preservação de parte da corta enquanto ponto de reserva de água para efeitos de rega, com volume livre de água superior a 8.000 m3;
  • Modelação final das áreas saneadas;
  • Reposição dos solos excedentes da modelação sobre outras áreas intervencionadas, nomeadamente na zona do estaleiro, na zona agrícola (melhorando as condições para esta prática) e noutras áreas adjacentes, promovendo uma melhor adaptação à topografia nas zonas limites de intervenção;
  • Integração paisagística das áreas intervencionadas, incluindo a beneficiação de caminhos, a substituição da vedação da corta, a implementação de um plano de sementeira e de plantações com recurso a espécies autóctones e a concretização do plano de sinalética.

Esta empreitada foi adjudicada à Sociedade de Construções Elimur, Lda. por 295.000,00 € e teve a duração de 90 dias.

O investimento realizado foi co-financiado pelos Fundos de Coesão e permitiu resolver os passivos ambientais resultantes da exploração mineira neste local, trazendo benefícios para as populações locais, através da melhoria das condições atuais e utilização das áreas recuperadas para outros usos.

povt-qren-uev3
  • Escombreira de estéreis

  • Corta a céu aberto

  • Sinalética

  • Placar informativo

  • Placa de obra