Localização
Nelas (Concelho)
Investimento
33.425.000 €
2005 - 2018

Recuperação Ambiental da Área Mineira da Urgeiriça

Em curso

A mina da Urgeiriça localiza-se a sul de Viseu, na freguesia de Canas de Senhorim, concelho de Nelas, distrito de Viseu. A mina situa-se no interior da povoação da Urgeiriça, a qual tem duas zonas residenciais, uma situada a Norte com cerca de 200 habitantes, e uma outra, a Sul, com cerca de 100 habitantes. A povoação da Urgeiriça encontra-se praticamente em continuidade com a vila de Canas de Senhorim, que tem cerca de 5.000 habitantes. A vila de Nelas dista cerca de 4 Km e situa-se a ENE da área mineira.

A exploração desta mina, considerada em dada altura como um dos mais importantes jazigos da Europa, começou em 1913, centrando-se a exploração, exclusivamente, até 1944, na produção de rádio. Em 1950/51, construiu-se a OTQ (Oficina de Tratamento Químico) para produção de óxido de urânio (U3O8). A partir de 1970, iniciou-se a exploração por lixiviação estática in situ, dos antigos desmontes, tendo, em 1973, terminado a exploração por lavra subterrânea pelo método convencional de desmonte subterrâneo.

As atuações no couto mineiro da Urgeiriça foram faseadas de acordo o Plano Diretor de Remediação Ambiental da Área Mineira da Urgeiriça, estabelecido no “Estudo Diretor de Áreas de Minérios Radioactivos – 2ª Fase” (EXMIN, 2002/2003).

Destacam-se, a seguir, as intervenções e atividades mais relevantes:

OBRAS DE ESTABILIZAÇÃO DE TALUDES, SELAGEM E DRENAGEM DO ATERRO DE REJEITADOS – TRABALHOS PREPARATÓRIOS (2005)

  • Implantação de vedação em todo o contorno da área de intervenção;
  • Limpeza, beneficiação/reconstituição do sistema de valas pluviais periféricas;
  • Decantação e adução de águas de escorrência para o Setor da Barragem Nova;
  • Execução de portões de acesso para viaturas pesadas;
  • Execução de sistemas de limpeza e de lavagem de rodas;
  • Desarborização da área a intervir, com manutenção de uma faixa arbórea de protecção de 10 a 15 metros em todo o contorno;
  • Montagem de dispositivos de monitorização radiológica e de poeiras.

OBRAS DE ESTABILIZAÇÃO DE TALUDES, SELAGEM E DRENAGEM DO ATERRO DE REJEITADOS (2006-2008)

  • Remoção dos depósitos de resíduos radioativos existentes na Escombreira de Santa Bárbara (95.000 m3) e na Escombreira de Minério Pobre (45.000 m3) e seu confinamento no Aterro de Rejeitados da Barragem Velha;
  • Inundação da mina subterrânea para restabelecimento do nível hidrodinâmico natural de água de mina;
  • Limpeza de terrenos contaminados na Área Industrial e em Áreas do Domínio Público;
  • Limpeza e renaturalização da Ribeira da Pantanha;
  • Recuperação de Terrenos Agrícolas;
  • Preparação da área da Barragem Nova para acomodação de materiais resultantes de ações de limpeza;
  • Recuperação ambiental do Poço 4 e respectiva bacia de tratamento de efluentes.

OBRAS DE RECUPERAÇÃO AMBIENTAL DA ANTIGA ÁREA MINEIRA DE VALINHOS (2007-2008)

  • Remoção e transporte de escombros, aproximadamente 6.000 m3, para a Barragem Nova;
  • Limpeza e consolidação de fundos;
  • Manutenção e melhoria dos equipamentos associados ao Poço da Mina, elemento patrimonial a manter;
  • Recuperação das áreas sujeitas à limpeza dos escombros;
  • Remoção das espécies infestantes;
  • Desvio das águas pluviais com origem na envolvente directa da albufeira, de modo a que esta apenas seja alimentada pelas águas da bacia hidrográfica dominante;
  • Beneficiações paisagísticas;
  • Vedação do acesso automóvel à zona de lazer;
  • Criação de caminhos pedonais;
  • Criação de um passadiço para zona de estar sobre o plano de água;
    Execução de uma ponte ligando as margens da albufeira;
  • Adaptação das construções existentes, a apoio dos visitantes e à criação de um bar/esplanada, com bancos e mesas fixas;
  • Criação de plataforma de acesso de pequenas embarcações à água.

OBRAS NAS ENVOLVENTES ÀS ESCOMBREIRAS E ZONA INDUSTRIAL (2008)

  • Quantificação dos níveis de radioatividade em materiais metálicos, materiais de construção e outras estruturas da antiga área industrial da Urgeiriça;
  • Demolição de construções e estruturas existentes nas envolventes à OTQ (Oficina de Tratamento Químico) e ao Poço de Stª Bárbara;
  • Movimentação de terras contaminadas, sua selagem e proteção com materiais adequados;
  • Enquadramento paisagístico da área de intervenção.

REQUALIFICAÇÃO AMBIENTAL DE BASE DA ÁREA INDUSTRIAL DE SANTA BÁRBARA E DA QUINTA DA VITÓRIA E DE ARRUAMENTOS E TALUDES EM ÁREAS DO DOMÍNIO PÚBLICO (2011-2012)

  • Remoção de materiais de arruamentos;
  • Recuperação final de alguns locais para a integração das áreas na envolvente e proteção dos ecossistemas;
  • Deposição de cerca de 40.000 m3 de materiais provenientes da limpeza de depósitos na área da Urgeiriça e de cerca de 4.500 m3 de produtos resultantes das escavações a realizar no decurso da empreitada;
  • Preparação da área de recepção dos materiais através da criação de condições de drenagem dos terrenos de fundação;
  • Criação de uma bacia de tratamento das águas provenientes da ETAM existente;
  • Colocação de uma camada de argila compactada com 50 cm de espessura em toda área afeta à intervenção.

CONSTRUÇÃO DO SISTEMA DE TRATAMENTO PASSIVO DAS ÁGUAS DE MINA DO POÇO 4 (2012)

  • Receção e contenção da surgência de águas subterrâneas;
  • Criação de tanques de decantação (primário e secundário) e de leito de secagem;
  • Sistema de encaminhamento das lamas dos tanques de decantação para os leitos de secagem;
  • Implementação de macrófitas flutuantes e de lagoa de estabilização com descarga final;
  • Aplicação de vedações.

TRABALHOS NA RIBEIRA DA PANTANHA E SELAGEM FINAL DA BARRAGEM NOVA (INCLUI VALE CÔVO) (2012-2014)

  • Limpeza de depósitos dispersos na área da Barragem Nova e seu acondicionamento nas áreas de depósito;
  • Construção de uma bacia de decantação;
  • Criação de um novo leito renaturalizado para a Ribeira da Pantanha que integre a ribeira, biofísica e paisagisticamente, no espaço da Barragem Nova;
  • Manutenção de funcionamento de todo o sistema de coletores e órgãos de tratamento que se encontram ativos na Barragem Nova e que são afetados pelos trabalhos de implantação da ribeira;
  • Encerramento definitivo das áreas de depósito da Barragem Nova, selagem final e drenagem destas áreas e sua integração paisagística.

OBRAS DE CONSTRUÇÃO DOS SISTEMAS DE TRATAMENTO PASSIVO E ATIVO DAS EXSURGÊNCIAS E CAUDAIS AFLUENTES À ÁREA DA BARRAGEM NOVA (2015-2016)

  • Desmatação das áreas de intervenção e demolição da ETAM e edificações em ruínas;
  • Esvaziamento das bacias 1 e 2 para a linha de água até cerca de 1 m de profundidade e desidratação das lamas depositadas no fundo e seu encaminhamento para destino final adequado;
  • Limpeza das telas de impermeabilização e instalação das ilhas e plataformas flutuantes;
  • Execução do tanque de tratamento passivo e instalação dos meios de enchimento, equipamento e tubagens;
  • Execução da estação elevatória para as lagoas e respetiva conduta elevatória;
  • Execução da ETAM;
  • Execução da parede de contenção da exsurgência e respetivo coletor gravítico até ao poço de lixiviados;
  • Instalação de variadores de velocidade nos grupos eletrobomba existentes no poço de lixiviados e na estação de monitorização existente;
  • Execução de vala técnica e instalação de quatro condutas elevatórias do poço de lixiviados para a ETAM e tratamento passivo;
  • Execução de arruamentos e arranjos exteriores;
  • Execução de vedação e portão de acesso ao recinto da ETAM e tratamento passivo;
  • Execução de drenagem pluvial;
  • Execução de instalações elétricas.

A empreitada que está em curso, iniciada em 2016, a de “DESCONTAMINAÇÃO QUÍMICA E RADIOLÓGICA E REQUALIFICAÇÃO AMBIENTAL DA OTQ E EDIFÍCIOS DO PERÍMETRO MINEIRO” será a última da fase final de recuperação ambiental da Urgeiriça e consistirá nas seguintes atividades principais:

  • Descontaminação do solo e subsolo no interior e envolventes da OTQ e edifícios do antigo perímetro mineiro;
  • Limpeza e descontaminação das estruturas e equipamentos contaminados existentes no interior da OTQ e edifícios do antigo perímetro Mineiro;
  • Reforço e adequação das condições estruturais da OTQ e edifícios do antigo perímetro mineiro, em resultado das ações de descontaminação.

RESUMO DOS INVESTIMENTOS EFETUADOS

Obras de Estabilização de Taludes, Selagem e Drenagem do Aterro de Rejeitados (2005-2008)

7.885.000 € (Fundos Próprios)

Projetos e Obras nas Envolventes às Escombreiras e Zona Industrial da Urgeiriça (2006-2008)

2.270.000 € (QCAIII / POE)

porcentro_ue

Projetos e Obras nas Envolventes às Escombreiras e Zona Industrial da Urgeiriça – 2ª Fase (2008-2010)

730.000 € (QREN / POVT)

Trabalhos na Ribeira da Pantanha e Selagem Final da Barragem Nova (2010-2015)

8.100.000 € (QREN / POVT)

povt-qren-uev3

Recuperação Ambiental da Antiga Área Mineira da Urgeiriça – Fase Final (2014-2017)

14.440.000 € * (PT2020/POSEUR)

(*) Valor estimado

poseur_pt2020_ue
  • Situação inicial da Barragem Velha

  • Obras na Barragem Velha

  • Aspeto final da escombreira da Barragem Velha

  • Situação inicial da OTQ

  • Aspeto final da OTQ

  • Situação inicial em Valinhos

  • Aspeto final de Valinhos

  • Mina de Valinhos e Escombreira da Barragem Velha

  • Zona Industrial e Malacate

  • Malacate do poço

  • Situação inicial da Barragem Nova

  • Selagem da Barragem Nova

  • Barragem Velha, Barragem Nova e ETAM

  • Nova ETAM

  • Lagoas da nova ETAM

  • Portão de acesso da nova ETAM

  • Oficinas de Tratamento Químico (OTQ)

  • Interior da OTQ

  • Interior da OTQ

  • Edifício das oficinas

  • Edifício dos escritórios