Localização
Gouveia (Concelho)
Investimento
454.450,98 €
2011 - 2012

Recuperação Ambiental da Área Mineira de Barrôco I

Concluídos

A mina de Barrôco I situa-se na freguesia de Ribamondego, no concelho de Gouveia e distrito da Guarda. Está localizada numa encosta com declive pouco acentuado para SW, à cota média de 420 m. Do ponto de vista demográfico, é um local isolado e ermo, visitado por pastores e caçadores, sem pressão urbanística. Predomina o mato, arbustos de pequeno porte e algum pinheiro manso. Não existem terrenos agrícolas nas imediações, sendo a zona pastoreada por rebanhos de cabras e ovelhas.

Esta antiga mina subterrânea da C.P.R. (Companhia Portuguesa de Rádio) realizou trabalhos de pequena envergadura, tendo o jazigo sido sondado pela E.N.U. (Empresa Nacional de Urânio), que deu início a dois céus abertos, de contorno único e área aproximada de 10.000 m2. Em apenas um deles houve trabalhos de exploração, até uma profundidade de 25 m, mas que não foram concluídos devido ao empobrecimento da mineralização. Foram produzidos cerca de 9.526 Kg de U3O8, contidos em minérios com teor médio de 0,106% de U3O8. O minério de baixo teor, cerca de 30.000 ton, permaneceu no local da mina em pilha, tendo sido transportado  (1992-1995) para o centro de tratamento de minérios pobres, na mina do Castelejo, onde foi lixiviado.

A obra de recuperação ambiental desta antiga área mineira consistiu nas seguintes atividades principais:

  • Limpeza e remoção de materiais provenientes da exploração, depositando-os de forma controlada em local adequado, por forma a evitar a sua dispersão e proteger o meio hídrico envolvente;
  • Construção de vedações periféricas, colocação de sinalização adequada e estabelecimento de restrições de utilização aos espaços selados;
  • Revestimento com camadas de terra drenantes e estáveis, de espessura definida, capazes de evitarem a dispersão dos depósitos de escombreira através dos processos erosivos eólicos e de arrastamento;
  • Estabilização de taludes através da modelação superficial dos aterros;
  • Implantação de um sistema de drenagem superficial perimetral e interno;
  • Integração paisagística da área que passa pelo ajustamento da modelação dos aterros à morfologia do local e ainda pela execução de revestimentos herbáceos e arbóreo-arbustivos de espécies compatíveis com as condições naturais e com as restantes ações de reabilitação ambiental;
  • Implementação de um plano de manutenção, monitorização e controlo ambiental.

Esta empreitada foi adjudicada à Irmãos Almeida Cabral, Lda. por 454.450,98 € e teve a duração de 243 dias.

Os investimentos realizados foram co-financiados pelo Programa Operacional Temático da Valorização do Território (POVT) no âmbito do QREN e permitiram resolver os passivos ambientais resultantes da exploração mineira neste local, trazendo benefícios para as populações locais, através da melhoria das condições atuais e utilização das áreas recuperadas para outros usos.

povt-qren-uev3
  • Corta a céu aberto

  • Escombreiras

  • Casa em ruínas

  • Vedação com sinalização

  • Obras em curso

  • Escombreira modelada

  • Caminhos circundantes

  • Escombreira modelada

  • Portão de acesso

  • Equipamento de monitorização