21
Jul/17

Início da Campanha de Sondagens na Escádia Grande

Notícias
| 21 Julho de 2017

Na área denominada Escádia Grande, onde a EDM detém direitos de prospeção e pesquisa foi iniciada, em 11 de julho, a 1ª sondagem para investigação do potencial de mineralizações auríferas na mina que foi explorada até 1950.

O contrato nº MN/PP/009/14, tem a duração de 3 anos (2014-2017), com a possibilidade de duas prorrogações de 1 ano cada. A área abrange os concelhos de Góis, Pampilhosa da Serra, Castanheira de Pêra, Arganil e Pedrogão Grande, com uma área de 252,75 Km2.

Em toda a área de prospeção conhecem-se ocorrências mineiras de dois tipos: estano-tungstíferas (Sn-W), auro-argentíferas (Au-Ag) e auro-antimoníferas (Au-Sb).

Antigos trabalhos mineiros

Antigos trabalhos mineiros

Na mina da Escádia Grande, objeto desta campanha de sondagens, a mineralização aurífera ocorre em estruturas filonianas de morfologia tabular a lenticular de direção geral N30º-55ºW, pendor variável entre 50º-60ºSW e possança entre 0,50-0,70 m.

Filão no interior duma galeria no 2º piso

Filão no interior duma galeria no 2º piso

O objetivo é investigar a morfologia em detalhe do sistema mineralizado assim como das extensões laterais e em profundidade com vista à modelação de um alvo geológico, passível de vir a constituir um recurso mineral com trabalhos complementares num futuro próximo.

A campanha prevê a execução de 7 sondagens num total de aproximadamente 1.500 metros.